Conflito Previdenciário: A Batalha de Edivaldo José de Souza Contra o INSS

Entenda o conflito previdenciário do segurado e do INSS. INSS é obrigado a aceitar tempo de contribuição posterior ao requerimento do benefício e ainda pagar atrasados

Em uma disputa previdenciária que tem gerado controvérsia, Edivaldo José de Souza enfrenta o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Assim sendo, buscando o reconhecimento de anos de suor e trabalho no campo e em condições especiais para garantir sua aposentadoria por tempo de contribuição. 

Diante disso, sua ação,  desafia a burocracia das normas previdenciárias, que coloca em xeque a vida laboral de um trabalhador sem registro formal.

Conflito previdenciário: A Sentença e a Polêmica 

A decisão do juiz da Vara Federal que reconheceu parcialmente o direito de Souza. Portanto validou períodos específicos de atividade especial, na verdade só acendeu o estopim de um debate ainda mais acirrado. 

Isso porque o INSS recorreu, questionando a validade dos períodos reconhecidos e a metodologia de aferição de ruído, um ponto crítico na determinação da especialidade do trabalho.

Conflito previdenciário: Julgamento final 

O Tribunal entendeu que Edivaldo tinha razão na maior parte dos pedidos que fez, mas, ainda assim, entendeu que não teria direito na data em que apresentou seu requerimento ao INSS. 

Por isso, os desembargadores federais incluíram na conta períodos posteriores à data do requerimento administrativo, já que Edvaldo continuou a contribuir depois da data em deu entrada no INSS. 

* Sobre esse assunto, veja, também: Reafirmação da DER

Assim, com esse tempo extra, o Tribunal condenou o INSS a implantar a aposentadoria de Edvaldo e a lhe pagar atrasado.

Chamada de Ação para contato com o Grupo Martins via WhatsApp

COMPARTILHAR:

POSTS RELACIONADOS

atividade especial até 1996

Você exerceu atividade especial até 1996?

Você exerceu atividade especial até 1996? Sabia que além das atividades consideradas especiais até 28/04/1995, algumas profissões continuaram a ser classificadas como especiais até 13/10/1996?

nova reforma da previdência

Nova reforma da previdência

Você sabia que pode estar para sair um novo tipo de “Reforma da Previdência” que vai reduzir a idade mínima para a aposentadoria especial? Não?

Comente

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *