APRESENTAÇÃO ANTECIPADA DE CHEQUE PRÉ-DATADO


CHEQUE PRÉ-DATADO

              Em recente decisão tomada no inicio do mês de novembro de 2017, a 1ª Turma Recursal do Paraná decidiu reformar parcialmente sentença que julgou improcedente pedido de indenização por apresentação antecipada de cheque pré-datado e condenou a Loja varejista a pagar R$ 1.500,00 ( Um mil e quinhentos reais) a um cliente, vejamos abaixo:

RECURSOS INOMINADOS (2). AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. APRESENTAÇÃO ANTECIPADA DE CHEQUE PRÉ- DATADO. DANO MORAL CONFIGURADO. QUANTUM FIXADO DE ACORDO COM O CASO CONCRETO. SENTENÇA PARCIALMENTE REFORMADA. QUANTUM R$ 1.500,00 (UM MIL E QUINHENTOS REAIS). RECURSO DA PARTE AUTORA CONHECIDO E PROVIDO. RECURSO DA PARTE RÉ CONHECIDO E NÃO PROVIDO.

        O cheque, via de regra, é ordem de pagamento à vista, ou seja, deveria funcionar como dinheiro em espécie, todavia, como é de conhecimento público muitas pessoas pré- datam os cheques para que sejam compensados em determinada data futura.

         Assim, fica ajustado entre quem emitiu e quem “recebeu” o cheque, que o mesmo deverá ser apresentado no banco (compensado) somente na data pré-estabelecida.

     Como se vê no presente caso, a Loja varejista não respeitou a data pré-estabelecida e apresentou o referido cheque antes da data combinada junto ao banco.

Caso você tenha se interessado pelo assunto, indicamos os seguintes links:

NEGATIVAÇÃO INDEVIDA

ESPERA EXCESSIVA EM FILA DE BANCO

Caso tenha alguma dúvida ou comentário, clique no botão abaixo.

Anterior NEGATIVAÇÃO INDEVIDA
Próximo Trabalhou na roça na infância? Você pode se aposentar por idade.